Cuca de Doce de Leite com Amendoim Torrado

Patrícia, que já falei anteriormente, é há mais de dois anos minha funcionária doméstica, e tornou-se uma amiga muito querida, especialmente por ter cuidado de minha mãe durante seus últimos cinco anos de vida, dedicando-lhe grande amor.

Voltando à Patrícia, agora em sua relação com a culinária: ela sugeriu que uma cuca com amendoim torrado -- uma de suas grandes paixões -- deveria ficar deliciosa. Foi então que me surgiu a ideia de unir o doce de leite ao amendoim torrado. Um dueto realmente especial, que deu à essa cuca um sabor mais que excepcional. Até Cipriano (meu marido), que evita coisas doces, comeu mais do que devia, o que é uma ótima recomendação!

Créditos: Massa baseada na da Cuca Alemã de Chocolate do blog Imagem do Sabor.




4ª Foto, apenas ilustrativa: Esta é a foto da massa de Cuca de Goiabada e Requeijão, só para mostrar como fica, após misturada, a massa da Cuca de Doce de Leite com Amendoim Torrado.


5ª e 6ª Fotos, apenas ilustrativas: Estas são fotos de uma outra cuca, ainda não publicada no blog, objetivando ilustrar como se espalha o doce de leite na Cuca de Doce de Leite com Amendoim Torrado.
 

Receita de Cuca de Doce de Leite com Amendoim 
   
Ingredientes: *Xícara de chá: 200ml 
A) Massa
1. 450 gramas de farinha de trigo para pão (usei FINNA, 12% de proteína)
2. 135g de açúcar refinado
3. 4g de sal
4. 9g de fermento biológico seco instantâneo
5. 96g de ovos
6. 108g de manteiga SEM sal amolecida (usei Tirolez)
7. 255g de água morna

B) Cobertura
1. 550g de doce de Leite (usei Áurea, Tradicional)*
2. 15g de água para amolecer o doce de leite 
3. 275g de amendoim torrado SEM sal (comprei torrado SEM sal no Pão de Açúcar Náutico) 

C) Farofa
• 1 xícara de chá de farinha de trigo (115g)
• 1 xícara de chá de açúcar refinado (150g) 
• 90g de manteiga com sal gelada e picada (usei Maranguape, que é mais salgada, para    compensar a doçura do doce de leite)

Preparo
1. Massa: Peneire a farinha de trigo e o açúcar numa tigela grande com capacidade de 2 litros.**. Adicione o sal e o fermento e misture com uma colher de pau. Abra um buraco no centro dos ingredientes secos, ponha o ovo e a manteiga dentro do buraco, misture ligeiramente até ficar homogêneo. Acrescente aos poucos a água e vá misturando, inicialmente com uma colher de pau e, quando a massa ficar pesada, com a mão. A massa deve ficar mole e grudenta (Veja a 4ª foto, apenas ilustrativa,). Bata a massa um pouco com a mão até ficar lisa. Deixe descansar coberta com tampa ou com filme de PVC até dobrar de volume (levou 1:00 hora)***.

2. Enquanto espera a massa descansar: unte com margarina e polvilhe com farinha de trigo uma assadeira retangular grande nº4 de 40x28x4,7cm.

3. Enquanto espera a massa descansar, faça a farofa: Peneire a farinha de trigo e o açúcar numa tigela média e misture. Adicione a manteiga e misture com as mãos o açúcar, a farinha de trigo e a manteiga gelada picada. Forme flocos grandes com as mãos. RESERVE.

4. Assim que a massa dobrar de volume: acenda o forno a 180º.

5. Depois que a massa dobrar de volume: espalhe-a na assadeira, molhando levemente os dedos com água para ajudar a distribuí-la no fundo da assadeira (usei uma espátula de silicone para espalhar). A massa é elástica e é preciso fazê-la ocupar toda a extensão da forma.  Após espalhar a massa, deixe-a voltar a crescer (uns 10 minutos) num local sem vento, e distribua o doce de leite fazendo listas paralelas à lateral menor da assadeira. Depois, com uma colher de sopa, una as listas (vide as 5ª e 6ª fotos, apenas ilustrativas).  Quando terminar, coloque um pouco de doce de leite nos locais que tiverem buracos (faltando doce de leite). Distribua por cima os amendoins torrados e, por cima deles, a farofa.

6. Leve para assar por aproximadamente 35 minutos, ou até ficar corada. Aos 30 minutos, gire a parte da frente da forma para trás (forno a gás). Quando retirar, ponha sobre uma grade. Corte os pedaços e sirva morna ou fria. 

*Se o seu doce de leite for consistente, acrescente um pouco mais de água para ficar cremoso e mais fácil de espalhar.

**Uso um marinex redondo com capacidade de 3 litros (tem 23,5cm boca e 9,4cm de altura), o qual já vem com tampa.

***Uso o microondas desligado para deixar crescer a massa. Coloco uma caneca grande com uns 200ml de água e ligo o microondas na potência máxima por 1:30 minutos para ferver a água.  Transfiro a água fervente para uma xícara de 200ml, ponho a tigela tampada no microondas e a xícara ao lado, sem encostar na tigela (Foto 3). Fecho a porta do microondas e deixo a massa crescer uns 60 minutos, que é o tempo que leva aqui em Fortaleza (lembre-se que é uma cidade quente, portanto, num clima frio, levará maior tempo). Bem, não uso diretamente a caneca com água fervente, o que seria mais prático e lógico, simplesmente porque não cabe no meu microondas junto com a tigela da massa. 


Brownie de Caixinha com Chocolate Meio Amargo: Maravilhoso!

Uma amiga me ligou às 11 horas da manhã perguntando se eu aceitaria uma visitinha às 16 horas. Claro que disse sim. Aí meus dois neurônios, o Tico e o Teco, -- que nestas horas são os únicos que funcionam, já que os outros ficam tão alvoroçados com o inesperado, que tenho certeza que se desconectam e não servem para meleca nenhuma! – deram-me a ideia de vasculhar o que havia nesta casa que poderia transformar-se rapidamente num bolo. 

Com tal ideia na cabeça, abri um armário-despensa, e as duas primeiras coisas que vi foram: um Brownie de caixinha e umas barras de chocolate Amaro. Na mesma hora, pensei, derreto uma barra de chocolate no microondas e misturo com a receita do Brownie de caixinha. Deve ficar ótimo -- pensei com os meus botões. Peguei a caixinha de Brownie para reler as instruções do preparo e, pela primeira vez, li a lateral da caixa. Pois não é que tinha uma receita que levava uma barra de chocolate (ao leite) picado, acredita? Acabou-se a minha ilusão de criatividade! Resolvi então seguir o que já tinha sido testado -- a receita da lateral da caixa --, e o resultado foi muito legal. Minha amiga apreciou muito. Todavia, eu queria um brownie bem molhadinho. Logo depois, preparei uma nova receita, onde aumentei a manteiga, o chocolate e o tamanho dos ovos, e reduzi a temperatura do forno. Com sinceridade, ficou uma maravilha, divino mesmo. Experimente! Você vai amar, tenho certeza.

Créditos: Baseado na receita de Brownie Chocolatíssimo da lateral da caixa de Mistura para Brownie Dona Benta. Modifiquei as quantidades dos ingredientes e alguns detalhes no preparo da receita.

Foto 3: Forma redonda de teflon de 24cm da Tramontina, a qual usei na receita. Foto 4: Palito melado com massa do bolo, quando enfiado no centro dele, aos 27 minutos de forno, exatamente antes de retirá-lo.

Receita de Brownie de Caixinha com Chocolate Meio Amargo: Maravilhoso!

Ingredientes
1. 1 caixa de Mistura para Brownie Dona Benta 
2. 3 ovos bem grandes (Total=175g SEM as cascas) (65-66g com casca, cada)
3. 200g de chocolate meio amargo (1+1/3 de barra)(usei Amaro, da Lacta) 
4. 150g de manteiga (75g com sal e 75g SEM sal, ou como preferir) 

Preparo
1. Num refratário médio, ponha o chocolate cortado nos quadradinhos, adicione a manteiga, misture e leve ao microondas na potência média, mexendo a cada 30 segundos, até o chocolate derreter e se obter uma mistura homogênea. No meu microondas, levou 2 minutos. Aguarde esfriar.

2. Acenda o forno a 160º. 

3. Unte com manteiga o fundo de uma forma redonda de 24cm de diâmetro e forre-o com papel-manteiga. Unte, então o papel-manteiga (não unte as laterais da forma). Se for de teflon, faça também o mesmo procedimento (usei de teflon, da Tramontina (foto 3), e achei que não precisava do papel-manteiga. Tive que colocar a forma, após o bolo morno, sobre uma chama mínima da boca do fogão (veja neste Post, como obter a chama mínima) para que o brownie esquentasse e soltasse da forma: um trabalhão!).

4. Na tigela grande da batedeira: Adicione o pó de Mistura para Brownie, os ovos e a mistura de chocolate e manteiga derretidos juntos. Bata em velocidade baixa por uns 2:30-3:00 minutos, ajudando com uma espátula de silicone a agregar todos os ingredientes (na batedeira comum, pois na planetária não precisa ajudar).

5. Com o auxílio da espátula de silicone, transfira a massa da tigela da batedeira para a forma. Regularize a superfície com a espátula e dê umas batidinhas com a mão na lateral da forma para ajudar a distribuir a massa mais uniformemente.

6. Leve para assar por aproximadamente 27 minutos*. Aos 20 minutos, gire a parte da frente da forma para trás (forno a gás) para corar por igual. Antes de retirar, teste com o palito, o qual, enfiado no centro do bolo, deve sair bem melado (foto 4), entretanto, você percebe, colocando rapidamente o dedo indicador na superfície, que há uma casquinha firme no centro do bolo. Retire, deixe amornar sobre uma grade e desenforme. Para ficar com a parte corada para cima, transfira-o duas vezes: a primeira, para uma assadeira de pizza, e a segunda, para o prato de servir. 

Fica tão saboroso que ninguém acredita que seja um bolo de caixinha. É delicioso morno ou em temperatura ambiente. Gelado é gostoso, mas não se percebe a textura delicada e o derreter do bolo na língua, que me é essencial num brownie. Como o bolo é guardado na geladeira, para servir no dia seguinte, corto uma fatia  (ou mais) e coloco uns segundinhos no microondas. Fica perfeito!

*Se você preferir o bolo mais durinho, deixe mais 2-3 minutos no forno e faça o teste do palito. Há de levar em conta que cada forno tem uma temperatura real diferente. O meu, é bem quente a 160º.

Trança de Nutella

Passei um bom tempo desejando fazer esta Trança de Nutella. A receita original, de onde muitos dos outros blogs americanos retiraram a receita, foi publicada pela autora do blog Kokocooks com o nome de Braided Nutella Bread e tem um passo a passo legal. 

Tendo em conta que não sei trabalhar com uma massa de pão acrescentando muita farinha, optei por usar uma massa que fiz anteriormente -- e que ficou excelente -- no Pão Trançado de Frutas Secas, já publicado. Foi uma boa pedida, especialmente porque estava querendo introduzir uma significativa mudança no preparo, a qual aprendi nos diversos artigos do padeiro Didier Rosada, entre eles Mixing and Techniques (Parte I), e que salientam a importância da mistura inicial para obtenção de um produto final de qualidade. 

Como o tempo de mistura lenta de 3 minutos do Programa Pão Sanduíche e de 2 minutos no Programa Massa não é suficiente para obter uma massa homogênea, resolvi repetir a mistura lenta utilizando o Programa Pão Sanduíche, adquirindo um tempo total de mistura lenta de 5:50 minutos, de forma a conseguir uma boa uniformidade dos ingredientes.

Desejo aqui expressar a minha alegria ao provar o pão assado e sentir uma massa muito mais leve, mais hidratada e mais saborosa do que a que eu fizera outrora. E com a nutella, ficou simplesmente dos deuses. E há outra alegria imensa, que é a de dividir com vocês os frutos do meus aprendizados. Beijo fraternal, e um final de semana repleto de paz para todos


Créditos: Baseada na receita de Trança de Frutos Secos do livro Manual de Receitas de Pão da autoria de Vicki Smallwood, Ed. Estampa, p. 141. Fiz algumas alterações na receita original. Massa feita e pulicada anteriormente no blog na receita de Pão Trançado de Frutas Secas.


Foto 3: Seis caixinhas de creme de leite/ leite de coco colocadas dentro da assadeira para o plástico de cobrir não grudar no chocolate da trança .

Foto 4: Assadeira no armário de cozinha, e as caixinhas plásticas segurando o plástico de cobrir, nos locais onde não consegui dobrá-lo para baixo da assadeira.

Foto 5: Ilustrando a trança na diagonal da assadeira e as pontas do silpat dobradas para baixo da mesma, evitando que elas pegassem diretamente o calor do forno.

Receita de Trança de Nutella
   
Antes de Iniciar a receita na MFP, leia a DICA 2, abaixo da receita.

Ingredientes *Colher de sopa da Oxo: 15ml *Colher de sobremesa: 7,5 ml
Massa
1. 135g de água filtrada em temperatura ambiente 
2. 1 ovo grande (61g pesado com casca) 
3. 45g de manteiga SEM sal 
4. 3 colheres de sopa de mel de abelha (63g) 
5. 1g de sal 

6. 2 colheres de sopa rasas de leite em pó (o próprio pó) (10g)
7. 380g de farinha de trigo para bolo (Uso Dona Benta, 10% de proteína) (veja DICA 1, abaixo)

8. 3g de fermento biológico seco instantâneo 

9. Óleo para untar a massa antes do 1º descanso

10. 1 ovo ligeiramente batido com uma colher de sopa de leite para pincelar

Recheio 
. 200g de Nutella ou outro creme de chocolate com avelãs

PREPARO PROGRAMADO para esta massa de pão
1) Programa PÃO SANDUICHE para MISTURA inicial, pois tem 3 minutos de mistura lenta, a qual sendo repetida dará o total de 6 minutos de mistura lenta.
2) Programa MASSA: para DESCANSO (1º crescimento) de 70 minutos, com calor.

PREPARO
Massa
1. Separe uma assadeira retangular grande de borda baixa de 40,5x30,5x1,7cm e um silpat. Se não tiver o silpat, unte a assadeira com margarina e corte uma folha de papel manteiga do tamanho da parte interna da assadeira, deixando-o fora da assadeira. RESERVE. 

2. Peneire juntos e misture a farinha de trigo e o leite em pó; RESERVE

3. Ponha os ingredientes 1 a 5 na cuba. Abra um buraco no meio da farinha/leite e coloque o fermento. Encaixe a cuba na MFP.

4. Selecione o Programa PÃO SANDUICHE e marque 2:50 minutos num timer. Ligue a MFP e imediatamente o timer. Com uma espátula de silicone rígida ajude a agregar a farinha à massa. Quando o timer alarmar aos 2:50 minutos, anule o Programa PÃO SANDUÍCHE pressionando o botão INICIAR/PARAR até a luz vermelha se apagar. 

5. Selecione novamente o Programa PÃO SANDUICHE e marque 8 minutos no timer. Ligue a MFP e imediatamente o timer. Veja se precisa acrescentar água ou farinha. Se precisar, adicione durante os 3 minutos iniciais de mistura lenta, e sempre de colher em colher de sobremesa rasa, e ajude a agregar com a espátula de silicone, e só após totalmente agregada acrescente mais água ou farinha, caso necessário. 

6. Quando o timer alarmar aos 8 minutos, desligue a tomada da MFP, inverta a massa*, e ligue novamente a tomada. Marque então 3 minutos no timer; ligue a MFP e imediatamente o timer. Quando o timer alarmar aos 3 minutos (tempo de formação do ponto de véu), anule o Programa PÃO SANDUICHE pressionando o botão INICIAR/PARAR até a luz vermelha se apagar.

7. Desligue a tomada da MFP, remova a cuba e coloque-a dentro de um saco plástico de 15 litros, ajustando-o à cuba e dando um nó na boca, o mais perto possível da cuba. Selecione agora o Programa MASSA e marque 20 minutos no timer. Ligue a MFP e imediatamente o timer. Quando o timer alarmar aos 20 minutos – finalização da MISTURA, desligue a tomada da MFP, pincele a superfície da massa com um pouco de óleo, encaixe a cuba e deixe prosseguir os 1º e 2º DESCANSOS, com tempo total de 70 minutos.

8. Quando o Programa MASSA finalizar, após os 70 minutos de crescimento com calor, ouve-se um bip. Desligue então a tomada.

9. Retire a cuba, polvilhe um pouco de farinha sobre a massa e vire-a sobre a bancada ligeiramente enfarinhada. Polvilhe novamente a massa com um pouco de farinha. Abra-a com as mãos dando o formato de um retângulo bem comprido e estreito (de uns 32cm) e termine de abrir com o rolo, mantendo este formato, com dimensões aproximadas de 46x25cm. 

10. Espalhe a Nutella na massa com uma espátula pão-duro, deixando livre 3cm num dos lados de 46cm (que será o final do rocambole) e 1,5cm (1 dedo) dos outros três lados. Enrole como rocambole pelo lado maior e oposto ao que ficou 3cm livre. Use o raspador flexível ligeiramente enfarinhado para ajudar a desgrudar a massa da bancada e enrolar o rocambole mais facilmente. Aperte bem a emenda para uni-la com a massa do rocambole (se preciso, umedeça as pontas dos dedos com água para facilitar a junção das massas). Vire a emenda para baixo, aperte as pontas do rocambole e vire-as para baixo, apertando para uni-las à massa do rocambole. Ponha o silpat ou o papel manteiga sobre a bancada e transfira o rocambole para o centro deles (para a diagonal fica melhor). Transfira cuidadosamente o silpat ou papel manteiga para a assadeira, segurando nos lados menores dele.

11. Com uma faca serrilhada de pão corte o rocambole ao meio no sentido do comprido, partindo-o em duas metades, com cuidado para não cortar o silpat. Deixe a faca na horizontal e vá serrilhando com movimentos para frente e para trás. Com uma tesoura, termine de separar as duas metades. Vire as duas metades de massa, deixando o recheio voltado para cima. Passe uma das metades por cima da outra, na metade do comprimento desta última, formando um “X”. Trance uma das metades, iniciando do meio, onde as duas metades estão cruzadas, e continuando a trançar até as pontas. Aperte as pontas para unir a massa e dobre-as para baixo. Repita o mesmo procedimento com a outra metade (veja o passo a passo no site Kokocooks. A autora trança iniciando por uma das pontas. Eu prefiro cruzar as duas metades e trançar a partir do meio, por achar mais fácil).**

12. Cubra com plástico e deixe crescer até quase dobrar de volume num local sem vento.*** 

13. Após 10-15 minutos de colocar a trança para crescer: acenda o forno a 180º. 

14. Quando quase dobrar de volume, leve para assar por aproximadamente 25 minutos. Aos 20 minutos, gire a parte da frente para trás para corar por igual (se usar forno a gás) e aumente a temperatura para 200º,  deixando mais 5 minutos ou só até ficar ligeiramente corada. Quando retirar, aguarde 3-5 minutos e transfira a trança para uma grade (eu não consegui transferi-la, com receio de quebrá-la). Após morna, passe para o prato de servir. Sirva morna ou fria. É divina!


SE SOVAR NA BATEDEIRA:
1. Na tigela grande da batedeira : Coloque a farinha de trigo, o leite em pó e o sal; misture. Ponha no liquidificador a água, o ovo, a manteiga ligeiramente amolecida, o mel e o fermento. Usando a função pulsar em velocidade baixa, pulse rapidamente só até homogeneizar. Despeje sobre a farinha e misture inicialmente com uma colher de pau. Quando a massa ficar pesada, amasse com as mãos até incorporar toda a farinha de trigo. Transfira, então, a tigela para a batedeira.

2. Na batedeira: usando os ganchos de massa voltados para o mesmo lado, sove pelo total de 11 minutos, em velocidade média, até obter uma massa lisa e bem ligada: aos 5 minutos de sova, inverta a massa (desligue, retire-a e coloque a parte de baixo para cima) e bata por mais 6 minutos. Faça uma bola com a massa, transfira-a para um marinex grande untado com óleo e gire-a para ficar toda untada. Ponha o marinex dentro de um saco de lixo de 15 litros e dobre a boca do saco. Coloque num sem vento (armário de cozinha, por exemplo) e deixe a massa crescer até dobrar de volume. O resto da receita é todo igual.


DICA 1: a farinha de trigo ideal para fazer bolo deve conter uma baixa percentagem de proteínas, já que a textura da massa do bolo resulta da formação mínima de glúten, uma proteína. Para saber qual a farinha de trigo ideal, veja no quadro Informação Nutricional, impresso atrás da embalagem, a quantidade de proteínas em 50g gramas de farinha. Se está escrito 5g, então há só 10% de proteínas, sendo esta farinha melhor para bolos, onde se deseja pouco glúten. Se está escrito 6g, então há 12% de proteínas, sendo ela boa para fazer pães devido à maior quantidade de glúten que pode ser gerado. Aqui em Fortaleza, encontro diversas farinha para bolo com 10% ou um pouco menos de proteína. Uso a Dona Benta em virtude de hábito. Não sei se há farinhas melhores, pois nunca experimentei outra marca. Note que nesta receita de pão, diferentemente de outras receitas, usou-se farinha para bolo, pois se desejava uma massa bem fofa e macia, com menos glúten, portanto.

DICA 2: Teste antes a sua panificadora para saber se ela tem memória, isto é, se DESLIGANDO-SE a MFP na tomada, ao religá-la, o Ciclo que estava sendo processado continua do ponto em que havia parado quando a tomada foi desligada.

DICA 3: Se tiver interesse em saber a razão de ligar e desligar a tomada da MFP tantas vezes, veja a explicação abaixo da receita de Caracol de Figo.

*A necessidade de inverter a massa dá-se em virtude do batedor ser vertical, e a massa que fica na parte baixa da cuba, não fica bem sovada.

**Quando terminei de trançar, vi que a trança iria ficar maior que comprimento da assadeira, então girei o silpat, levando a massa a ficar na diagonal. Como as pontas da trança estavam ultrapassando o silpat, suspendi estas pontas, uma de cada vez, passei manteiga na assadeira e polvilhei farinha de trigo para elas não grudarem na assadeira após assarem.

***Passei manteiga no plástico (um saco de lixo de 30 litros, do qual cortei uns 25-30cm do comprimento para ficar menor) e quando cobri a trança, a nutella começou a grudar. Então coloquei 6 caixinhas de creme de leite/leite de coco dentro da bandeja, virei a parte untada do saco para cima e cobri o pão com ele, tendo como base de elevação as 6 caixinhas. Onde não pude dobrar o saco para baixo da assadeira, coloquei uma caixinha plástica segurando-o (veja fotos 3 e 4). Meu pão cresceu em 25 minutos, mas Fortaleza é quente, e neste dia estava quentíssima!

Bolo de Ameixa Delicioso de Liquidificador

Fazia um tempão que desejava obter uma boa receita de bolo de ameixa, e agora encontrei esta que achei simplesmente divina, no blog da Rosângela, O Melhor Restaurante do Mundo é a Nossa Casa.  Não podia deixar de dividir com vocês com esta delícia e, também, de agradecer à Rosângela a generosidade de tê-la publicado em seu blog, compartilhando com a gente uma receita tão saborosa e especial.

Créditos: Receita de Bolo de Ameixa de Liquidificador do blog O Melhor Restaurante do Mundo é a Nossa Casa.


Receita de Bolo de Ameixa Delicioso de Liquidificador

Ingredientes: *Xícara de chá: 200ml *Colher de sopa: 15ml
1. 1 xícara de chá de leite (200ml)
2. 3 ovos grandes  (60g cada, pesado com casca)
3. 2 colheres de sopa cheias de manteiga (100g) 
4. 1 1/3 de xícara de chá de açúcar (200g)
5. 1 pitada de sal (acrescentei)
6. 2 colheres de sopa cheias de chocolate em pó (24g)

7. 300g de ameixa preta seca sem caroço

8. 50g de ameixa preta cortada em pedaços de 1cm (acrescentei)

9. 1 xícara de chá de farinha de trigo (110g)
10. 1 colher de sopa rasa de fermento em pó

Preparo
1. Acenda o forno a 180º.

2. Unte com margarina e polvilhe com farinha de trigo uma forma de anel média de 22-23cm. Usei uma de silicone de 22cm, que é bem alta. 

3. No liquidificador, em velocidade média: Ponha os ingredientes 1 a 6 e bata até obter uma mistura homogênea (uns 30 segundos). Adicione as ameixas e bata um mínimo, para não deixá-las ficar totalmente desmanchadas. Bati somente 10 segundos e elas se desmancharam quase completamente (talvez porque usei as da marca Qualitá, que são bem moles).

4. Numa tigela média: verta a mistura do liquidificador, adicione as ameixas picadas e misture bem. Peneire por cima a farinha de trigo e o fermento, misturando delicadamente com uma colher de pau só até obter uma massa homogênea.

5. Verta, então, a massa na forma e leve para assar por 35-40 minutos*. Faça o teste do palito antes de retirar do forno: o palito ainda sai com alguma massa pregada. Aguarde amornar e desenforme no prato de servir. Se preferir, peneire um pouco de açúcar de confeiteiro sobre o bolo.

*Deixei 40 minutos, mas achei que o bolo ficou escuro. Da próxima vez vou deixar só 35 minutos.

Panetone de Frutas Secas e Chocolate MFP: Como Fazer uma Massa de Pão Crescer no Microondas numa Emergência

Dos Panetones caseiros que já fiz, este foi o mais delicioso, sem a menor dúvida. Como estamos próximos da páscoa, resolvi dividir com vocês, meus amigos e leitores, este sabor caseiro especial e também a dica de fazer crescer rapidamente uma massa de pão no microondas, quando numa emergência. E saliento bem, numa EMERGÊNCIA, pois todos aqueles que já estudaram um pouquinho sobre panificação, aprenderam que o sabor do pão após assado depende de um crescimento lento da massa e, quanto mais lento o crescimento, mais saboroso ficará, tendo em vista que haverá um número maior de moléculas orgânicas, as quais são responsáveis pelo sabor final do pão. 

Recorri ao microondas após alguns testes dessa receita me fazer de boba e me deixar esperando horas e horas para crescer um tantinho de nada. Decidi então estudar um pouco mais sobre panificação e descobri que eu era ainda muito ignorante sobre assunto. Com o tanto de açúcar e de gordura que leva a massa, o crescimento era para ser de muitas e muitas horas mesmo!!!

Quero dizer também que testei a mesma receita apenas sovando na MFP e depois fazendo-a crescer no microondas. Ficou gostoso? Lógico que sim, pois o recheio é delicioso, contudo a textura da massa não ficou legal e a massa do pão (retirando o recheio) perdeu muito em sabor. Conclusão: os 65 minutos de crescimento lento na MFP, antes de usar o forno de microondas, são primordiais para melhorar a textura e o gosto do pão após assado, portanto, tenham paciência e façam os dois crescimentos. A espera é longa, todavia o prêmio de um panetone maravilhoso é qualquer coisa de especial, de inefável...

Muita paz nesta páscoa e o meu beijo amigo para todos vocês!

Créditos: 
1) Baseada na receita de Panetone do livro Pães e Pãezinhos: Doces e Salgados, do Claudio Olijavetzky. Vergara & Riba Editoras Ltda, 2010, p. 55 (reduzi a receita para caber na cuba da MFP e fiz algumas alterações menores);

2) Dica de como fazer a massa de pão crescer rapidamente no microondas: vi no post intitulado How to Make Bread Rise Faster in the Microwave do site eHow.
OBS: hoje, 13/5/2015, abri o site eHow para rever o crescimento rápido no microondas e, para minha surpresa, mudaram o post. Abaixo, para provar a alteração. vai o link que acessei diversas vezes:




Foto 4: Embora menos bonita, esta é a minha decoração preferida, pois é rápida, e adoro o chocolate que sai em cada fatia do panetone, combinando perfeitamente com o todo.

Foto 5: Cuba com a massa de panetone, SEM filme de PVC, antes de fechar a porta e ligar o microondas; Foto 6: Cuba coberta com o filme de PVC, antes de fechar a porta do microondas para iniciar o descanso com o aparelho desligado. 

Foto 7: Filme de PVC estirado na pedra da bancada para ser reutilizado. A Majipack é a marca que uso, por ser a única que conheço que é mais espessa e que aguenta ser colocada e retirada da cuba várias vezes sem rasgar ou enrolar; Foto 8: Mostra o crescimento ideal da massa do panetone: 1,5cm abaixo do fim da risca vertical da cuba.

Foto 9: Bisnaga cheia de chocolate derretido no microondas (em potência média, mexendo a cada 30 segundos) para derramar sobre o panetone e colar nele as frutas secas. Foto 10: Uma outra vista do panetone, mostrando as nozes coladas no chocolate derretido. 

Receita de Panetone de Frutas Secas e Chocolate MFP

Ingredientes
A) Esponja 
1. 105g de leite morno 
2. 3g de fermento biológico seco instantâneo
3. 75g de farinha de trigo para pão (uso Finna, 12% de proteína)

B) Creme 
1. 90g de açúcar 
2. 24g de mel 
3. 9g essência de baunilha 
4. 13g de essência de Panetone (usei Arcolor)
5. 100g de ovos 

C) Massa 
1. ESPONJA fermentada
2. CREME
3. 315g de farinha de trigo para pão*
4. 5g de fermento biológico seco instantâneo

5. 80g de manteiga SEM sal (usei Itacolomy) 
6. 2g de sal


D) Recheio 
1. 100g de nozes grosseiramente picadas 
2. 100g de passas pretas sem sementes 
3. 50g de passas brancas sem sementes
4. 1 colher de sopa de conhaque ou rum para hidratar as passas (usei conhaque)

5. 50g de chocolate meio amargo picado (usei Garoto) 

E) Decoração
.80g de chocolate meio amargo derretido 
.Nozes, passas pretas e brancas

Preparo
1) Esponja: Numa tigela média, ponha o leite morno, polvilhe por cima o fermento e aguarde dissolvê-lo (uns 10 minutos). Misture com uma colher e crescente a farinha de trigo; misture bem. Cubra com filme de PVC e deixe crescer até dobrar de volume (aproximadamente 30 minutos). 

2) Enquanto espera a esponja fermentar: Numa tigela média, misture as passas e o conhaque (ou rum). RESERVE.

3) Enquanto espera a esponja fermentar, faça o Creme: Na tigela pequena da batedeira, ponha os ingredientes 1 a 5 e bata em velocidade baixa até obter uma mistura homogênea (uns 40 segundos). RESERVE.
4) Na MFP (após fermentação da esponja): Acrescente na cuba a Esponja Fermentada, raspando a tigela com um pão-duro; adicione o Creme, raspando também a tigela com o pão duro. Acrescente então a farinha de trigo. Cave um buraco no centro da farinha e adicione o fermento. Encaixe a cuba na máquina, escolha o ciclo 11 (Pão Sanduíche), selecione a Quantidade de Massa (II), marque 8 minutos num timer, ligue a máquina e imediatamente o timer. 

5) Quando terminar os 3 minutos iniciais de mistura da massa e iniciar a sova, adicione o sal e a manteiga e ajude a agregar esta última com uma espátula de silicone rígida. Enfie a espátula na massa, cortando-a e expondo a parte interna, e esfregue-a contra a manteiga que estará nas paredes da cuba (jogada pelo movimento rotatório da massa). É preciso repetir este procedimento muitas vezes, cortando a massa em locais diferentes, e levando a parte interna dela a todas as quatro paredes da cuba, até que toda a manteiga seja agregada. Parece que não se vai conseguir agregar a manteiga, mas se consegue. O essencial é não ter medo de movimentar a massa para um lado e para o outro. Veja abaixo o que pode acontecer.* 

6) Quando o timer alarmar aos 8 minutos, desligue a tomada e inverta a massa. Religue a tomada.  Marque, então, 4 minutos no timer. Quando o timer alarmar (tempo de formação do ponto de véu), desligue a tomada da máquina, retire a cuba, cubra-a com um pano de prato, e ligue a tomada da máquina novamente. A 1ª MISTURA vai prosseguir normalmente, mas sem sovar exageradamente a massa. 

7) Quando terminar os 15 minutos da 1ª MISTURA, desligue mais uma vez a tomada, encaixe a cuba na MFP e religue a tomada. A seguir, aguarde processar o 1º DESCANSO (40 minutos). 

8) Enquanto espera os 40 minutos do 1º DESCANSO: Seque as passas com papel-toalha e misture-as com as nozes. RESERVE.

9) Assim que iniciar a 2ª MISTURA**– que é de 5 minutos-- adicione as frutas misturadas e, com a espátula de silicone, ajude a massa a agregá-las. Após as frutas estarem bem agregadas à massa (uns 3 minutos), adicione o chocolate e ajude a agregá-lo com a espátula de silicone. Aguarde terminar a 2ª MISTURA.

10) Espere, então, completar o 2º DESCANSO, que é de 25 minutos. Anule o Programa Pão Sanduíche pressionando o botão LIGAR/DESLIGAR até a luz vermelha se apagar. Desligue a tomada e retire a cuba da MFP para poder efetuar o restante do crescimento da massa no forno de microondas.

11) COMO FIZ O CRESCIMENTO NO MICROONDAS*** (total de 72 minutos para crescer e ficar 1,5cm abaixo da risca vertical da cuba):

I. Removi a alça da cuba, pois é niquelada e podia dar faíscas. Deixei 3 minutos na Potência 1 (10%) com a cuba descoberta. Deixei descansar 3 minutos com a cuba coberta com filme de PVC;

II. Deixei + 3 minutos na Potência 1 (10%) com a cuba descoberta. Deixei descansar 8 minutos com a cuba coberta com filme de PVC;

III. Deixei + 1 minuto na Potência 2 (20%) com a cuba descoberta. Deixei descansar 8 minutos com a cuba coberta com filme de PVC;

IV. Deixei + 2 minutos na Potência 2 (20%) com a cuba descoberta. Deixei descansar 10 minutos com a cuba coberta com filme de PVC;

V. Deixei + 2 minutos na Potência 2 (20%) com a cuba descoberta. Deixei descansar 10 minutos com a cuba coberta com filme de PVC;

VI. Deixei + 2 minutos na Potência 2 (20%) com a cuba descoberta. Deixei descansar 20 minutos com a cuba coberta com filme de PVC. Neste ponto, a massa completou o crescimento ideal: ficou 1,5cm abaixo da risca vertical da cuba.

Como levou 72 minutos para crescer no microondas + 64 minutos na MFP, o tempo total de crescimento foi de 2:16 horas. 

12) Coloque a alça da cuba, encaixe-a na MFP, selecione o Programa ASSAR e ligue a máquina. Quando terminar o ciclo Assar, desligue a tomada da máquina. Usando luvas térmicas, retire a cuba, desenforme imediatamente, e coloque o pão sobre uma grade. Aguarde amornar, decore e sirva.


*As duas zebras que podem ocorrer: 1) a cuba se deslocar (o mais frequente): desligue a tomada, recoloque a cuba no lugar e religue a tomada. Evite fazer movimentos bruscos no sentido anti-horário próximo ao canto direito posterior da cuba, pois é exatamente este o movimento de desencaixá-la; 2) o batedor sair do pino (muito raro): desligue a tomada, recoloque o batedor no pino e religue a tomada.

**Esta é a fase de agregação de recheio e de desgasificação da massa. Gosto de incluir o recheio antes do bip soar, pois a massa está relaxada e é mais fácil ajudar a incluí-lo com ajuda de uma espátula de silicone. Prefiro, na verdade, incluí-lo aos 37 minutos do 1º DESCANSO. Faço dois sulcos com a espátula de silicone, verto uns dois terços do recheio e envolvo-o com a massa, o máximo que posso, então verto o restante do recheio e aguado iniciar a 2ª MISTURA, ajudando a agrega o recheio com uma espátula rígida de silicone (veja as 4 fotos abaixo da Tabela do Ciclo Pão Sanduíche).

***Usei o pronome na primeira pessoa porque não vi nenhum crescimento de massa feito na cuba da MFP, e estou me responsabilizando pelo que fiz. Pode ser que alguém conheça algo melhor, e ficaria muito grata se me dissesse.

Obs: Meu microondas é antigo (2008) e tem uma potência de 900W. Se o seu tiver mais ou menos potência, veja se precisa ajustar o tempo.


Tabela do Ciclo Pão Sanduíche da Panificadora Britânia Multipane 2P

1ª MISTURA
1º DESCANSO
2ª MISTURA
2º e 3º Descanso + Assar
Aos 8 minutos: inverter massa + 4 minutos de sova da massa, e retirar a cuba + 3 min p/ terminar essa etapa (sem a cuba)

  40 minutos
 5 minutos (agregar      recheio e
 desgasificação)
65 minutos o total dos 2 descansos (+ Crescimento no microondas) + 55 minutos  p/ assar







Como Fazer a Chama do Seu Fogão Ficar Superbaixa: muito mais baixa que a chama baixa estabelecida pelo fabricante

Quantas vezes nas nossas vidas de cozinheiros(as) precisamos de uma chama bem baixinha, todavia como a chama baixa estabelecida pelo fabricante ainda é muito alta para o que estamos fazendo, temos que deixar a panela afastada do fogo para reduzir o calor? Acredito que todo mundo já passou por isto.

Pois encontrei uma dica fantástica na receita de Pão na Panela de Pressão no blog do Mauro Rabelo, a qual lhe foi ensinada pela sua mãe, e que evita todo esse trabalho de manter a panela um tanto afastada do fogo! 

E qual é essa dica tão maravilhosa? Para obter uma chama superbaixa, ele liga a chama do fogão e volta o botão lentamente no sentido de apagar, até conseguir uma chama bem baixinha. O único cuidado é evitar qualquer corrente de ar na cozinha, a qual pode apagar a chama. Muito legal a dica, não é? Eu achei-a maravilhoooosa!!!

As fotos abaixo demonstram como faço no meu fogão para obter aquela "chamazinha" de nada, que me é extremamente útil.




Na foto acima, observa-se o botão do fogão girado no sentido de apagar o fogo, e a chama SUPERBAIXA que se obtém!

Desejo que essa dica lhes seja tão útil quanto tem sido para mim. Bom proveito!

Cachorro Quente Fácil, Rápido e Supergostoso

Faço esta receita há muitos anos, e não recordo se a retirei de alguma parte ou se foi ideia minha. Afinal, algo tão simples, é muito fácil de criar e de ir aperfeiçoando com o tempo. Espero que vocês gostem, tanto quanto nós e os amigos da casa apreciamos, para um lanche simples e descontraído.



Ingredientes  *Xícara: 200ml *Colher de sobremesa: 7,5ml
1. 10 salsichas de peru (uso Sadia)

2. 1 caixa grande de Pomarola Mais Manjericão (520g)
3. ½ xícara de chá de água (100ml)
4. 1 colher de sobremesa de azeite
5. 2 pitadas generosas de orégano 

6.1 pacote grande de Hot Dog (10 pães)
7.1 pacote grande de Batata Palha para acompanhar*

Preparo
Numa panela média, ponha o Pomarola Mais Manjericão, a água, o azeite e o orégano; misture com uma colher de sopa. Acrescente as salsichas inteiras, mexa cuidadosamente, tampe a panela e ponha em fogo baixo. Deixe ferver por, aproximadamente, 5-7 minutos ou até que as salsichas inchem, aumentando de tamanho. Mexa, delicadamente, vez por outra para que as salsichas não grudem no fundo da panela. 

Quando as salsichas incharem, verta numa tigela e sirva com o pão Hot Dog cortado ao meio, arrumado numa cesta de pão, e a batata palha numa tigela bonita. E é bom deixar que cada um faça o seu, como mais apreciar!

*Usei a batata palha extra-fina para experimentar, mas a tradicional é melhor, pois fica muito mais crocante.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

“Cozinhar é um ato de amor”.

Link-me


“Só não erra quem não trabalha”.

Visualizações

▲Voltar ao topo