Bolo de Macaxeira ou Aipim

Gosto demais deste bolo, mas o fazia raramente, porque, antes de saber que dava certo com o processador, tinha que pedir a uma funcionária da mamãe para ralar a macaxeira no ralo, e isto me deixava altamente constrangida. Sei que ela fazia de muito boa vontade, mas detesto ocupar as pessoas. Então o processador foi meu grito de independência, minha alforria.

Basta ver uma boa macaxeira e sou impelida pela vontade de comer este bolinho saboroso, como aconteceu há algum tempo atrás. Quando terminamos a caminhada na Beira Mar, pedi ao meu love para dar uma parada no homem-da-macaxeira. Elas estavam excelentes e comprei três saquinhos de meio quilo. Já vêm descascadas e lavadas, de forma que a “boneca” aqui só faz passar no processador, mexer os ingredientes, assar e regalar-se com o bolo. Moleza, não? Se você experimentar, tenho certeza que vai gostar tanto do bolo como da moleza de fazê-lo.

Quanto aos créditos da receita, ficaram perdidos no tempo. Na época – que já tem alguns anos --, examinei várias receitas da net, uma outra que eu tinha e fiz algumas vezes, ajustando aos poucos ao meu paladar até chegar ao ponto de considerá-la perfeita, não tendo, portanto, a quem creditá-la.

----------------------------------------------------------------------------------------------

Minha ausência do meu blog e do de vocês deve-se ao INFERnário, perdão, inventário. Logo eu, que detesto papel, recebi esta triste e trabalhosa incumbência de inventariante. Tenho “passeado” bastante: bancos, cartórios, Exército, consultas advocatícias etc. Ah! Não precisam ficar com inveja de mim.....rsrsrs. Qualquer dia destes, se me der a doida, eu publico um Picadinho de Papel e mando tudo às favas...

E, para piorar, meu corpo continua a doer todo. Uma tal de fibromialgia por estresse. Hoje comecei o segundo tratamento, pois o primeiro só surtiu efeito por pouco tempo. Explicação médica: meu consciente aceita muito bem a morte da mamãe, mas o inconsciente -- que se reflete no corpo -- não quer saber do meu blablablá intelectualizado e blasé. Além disso, ainda apareceu uma perda de energia e de coragem tão grande, que só Deus sabe como me levanto, ando e faço as coisas que são de minha obrigação. Eu não ando, eu rastejo, juro! Qualquer hora dessas pisam em cima de mim pensando que sou um réptil, pode ter certeza!

Vou assumir uma “falta” de compromisso com vocês, tá? Quando der, faço e publico uma receitinha e aproveito para visitá-las. Quando não der, perdoem-me, mas estarei fazendo outras coisas bem desinteressantes ou sem coragem para fazer coisa alguma.

Um grande beijo e a minha saudade de todas vocês, que é grande. Laura Lucia


Ingredientes *Copo: 185ml *Colher de sobremesa: 7,5ml *Medidas rasas, salvo exceções explícitas

1. 1 ½ kg de macaxeira crua ralada

2. 2 copos de açúcar

3. 1 garrafinha de leite de coco tradicional (200ml)

4. 1 pacote grande de coco ralado (100g)

5. 4 ovos inteiros

6. 100g de manteiga

7. 1 colher de sobremesa de sal

Preparo

1. Rale a macaxeira no ralo mais grosso de ralar cenoura fininha (não é naquele maior e grossão) ou use o processador instalado simultaneamente com o ralo grosso e a lâmina de metal (faca) para ralar e dar uma triturada. Faça isto de duas vezes, usando 750g de macaxeira de cada vez.

2. Acenda o forno a 250º.

3. Unte com margarina e polvilhe com farinha de trigo uma assadeira retangular média de 35x22x3,5cm.

4. Numa tigela grande, misture os ingredientes 1, 2 e 3 com uma colher de pau; acrescente os ingredientes 4 e 5 e mexa bem; ponha então os ingredientes 6 e 7, mexendo até obter uma mistura homogênea. Verta na assadeira (não nivele, para ficar com picos altos e baixos, que é a beleza do bolo) e leve para assar até começar a dourar as bordas (uns 40 minutos). Gire então a parte de trás da forma para frente e reduza a temperatura para 220°, deixando no forno até corar alguns dos picos altos do meio do bolo: aproximadamente 50 minutos. Deixe amornar sobre uma tábua.

5. Desenforme morno virando duas vezes o bolo para ficar com a parte corada para cima: a primeira numa bandeja retangular qualquer e a segunda, no prato de servir. Se preferir, sirva cortado em pedacinhos, morno ou frio. Morno é sensacional.

26 comentários:

  1. Oi, Laura,
    Acabei de chegar da rua e, ligando o PC, vi o seu post. Que bom tê-la aqui de novo!E com bolo de macaxeira, essa delícia!
    Olha, desejo que você logo melhore dessas dores e desânimo e volte a gozar de pleno bem-estar.

    Beijinho e boa noite.

    ResponderExcluir
  2. OI AMIGA OBG PELAS PALAVRAS DE ALENTO ESTOU MUITO TRISTE!
    QUERIA SER DIFERENTE ENTENDER TUDO SEM MUITO SOFRIMENTO,MAS Ñ CONSIGO ENTÃO TENTO OCUPAR MINHA MENTE COM TRABALHO!
    ESPERO QUE VC LOGO ESTEJA BEM!
    ADORO SEU BOM HUMOR E SUA FORMA DE ENFRENTAR COISAS DIFICEIS!!
    BJIM FICA COM DEUS!

    ResponderExcluir
  3. Oi Laura, sou frequentadora assídua do seu blog, mas nunca tinha escrito e me sentia muito em falta por isso. Mas,hoje, com esse bolo de macaxeira que eu quase senti o cheiro daqui...nao resisti. PRECISO, lhe parabenizar nao só pela receita, mas pela forca que vc passa e pela bela forma como vc olha para vida. Tenho aprendido mais que receitas com vc! Estou morando fora do país, mas descobri que aqui tem macaxeira, vou tentar fazer e senti o sabor do meu país e do meu nordeste que tanto amoo!!
    brigada,
    Uma dúvida: será que posso fazer tudo no processador? ou é melhor bater tudo na mao? É que to aprendendo a cozinhar agora e nao sou muito jeitosa..:)

    ResponderExcluir
  4. Esse é um dos meus bolos preferidos e publiquei recentemente a receita da minha mãe, que é muito boa, mas nunca usei o processador.
    Difícil não somatizar as problemas, não? Mas, ó, trabalhe e priorize mesmo suas atividades. A gente espera seu retorno, viu?
    Fique em paz!

    ResponderExcluir
  5. Amo macaxeira como toda boa amazonense!!!Que bom que voltou.
    Beijos,

    ResponderExcluir
  6. Laurinha bateu uma saudade da minha Vovozinha agora..... ela fazia um bolo desses cmo ninguem.

    Beijos e boa noite

    Marcia Gullo
    www.blogdagullo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Não conheço macaxeira, aqui não há, pelo menos com esse nome, mas acho que deve ser muito bom, pelo que vocês dizem.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Laura querida.
    Eu imagino a dor de cabeça que inventário dá. Mas olha procure se cuidar viu, você tem que estar bem para resolver estas coisas.
    Vou torcer pela sua melhora.
    E adorei a receita do bolo, pena que meu processador seja daquele pequenininho.
    -)
    Beijão,
    Fla

    ResponderExcluir
  9. Querida amiga,
    Esse blooger me mata...sem querer acabo de apagar tudo que havia escrito...talvez por já ter se transformado em um livro...rsrsrs!!!

    Mas a essência era de desejos que você atravesse por essa fase da melhor maneira possível, não maltratando tanto seu corpo, porque por mais que você diga que não ele entende o fundo do seu coração e por isso sofre!
    Havia escrito...que as vezes não sei bem o que escrevo...e me embolo toda para dizer o que sinto...não tenho a sua facilidade para escrever!
    Mas, acredite, meu carinho por você é verdadeiro, e chego a sentir vontade de sentar e conversar com você de verdade, podes entender isso?
    Bom, vou ficar aqui torcendo para que tudo isso se resolva rapidinho e você tenha paz, para cuidar melhor de si e de seu espírito!
    Hoje saio para uma semana de férias com meu marido, vamos para João Pessoa PR, dia 19/04 comemoraremos 30 anos de casados, estou muito feliz, espero que na volta te encontre bem melhor!
    Bjuss e um ótimo fim de semana para você!!!

    ResponderExcluir
  10. Cat,
    Eu nunca fiz o bolo todo no processador, mas já o fiz na batedeira depois de ralar a macaxeira: fica ótimo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá, meu nome é Sonia, estou iniciando um blog de receitas, já que adoro cozinhar e gostaria de compartilhá-las com você.

    Quando puder me faça uma visitinha!

    http://minhacozinhamagica.blogspot.com

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Minha amiga, não se aperreie...não é assim que se diz aí? rrrssss...

    Procure fazer somente o que lhe agrada, e peça à Deus que a vida volte ao seu normal...e esse vazio na sua alma possa te deixar logo!

    Mas nos visite quando der vontade, pois vc é muito querida, viu?

    O bolo, maravilhoso!

    Grande abraço,

    Re

    ResponderExcluir
  13. Valeu Laura, hoje fui no supermercado daqui e nao tinha macaxeira...arrasada..mas nao desisto, amanha vou lá de novo. E vou fazer essa sua receita linda. beijo e segura na mao de Deus, ele tá aí, do teu lado!

    ResponderExcluir
  14. Adoro bolo de mandioca e tudo o mais com mandioca.
    Seu blog é ótimo, sempre te visito.
    Sinto pela sua perda, espero que você passe por essa fase o mais rápido possível.
    Muita força!

    ResponderExcluir
  15. Oi Laura, que delícia de bolo, interessante que não vai farinha, deve ficar bom demais, vou experimentar com certeza. Menina tenha bom ânimo, realmente a fibromalgia se deve a problemas emocionais, e é horrível eu também tenho, ultimamente ando bem melhor, mais não posso interromper o tratamento senão ja viu, fico péssima. Se cuida garota, a vida continua sim. beijinhos no coração

    ResponderExcluir
  16. Laura, conheci seu blog ano passado e desde então o tenho visitado. Ele me ajudou duplamente: me fez companhia em um momento novo da minha vida e me deu dicas excelentes para a cozinha. Posso dizer que tô aprendendo a conzinhar graças as suas aulas. E creia, ando fazendo sucesso. Tenho aprendido várias outras coisas aqui e a cada dia tenho mais carinho e admiração por você. Espero que em pouco tempo seu incosciente esteja harmonizado com o consciente ;) Beijo grande

    ResponderExcluir
  17. Adooorei seu blog! Amei saber que posso passar a macaxeira no processador! Menina! Que informacao boa essa! Vou seguir seu blog pra nazi perder de vista.

    ResponderExcluir
  18. Oi Laura parabéns pelo blog é lindo, as receitas maravilhosas, passamos quase 5 anos com o inventário do meu sogro realmente é um desgaste.
    Esse bolo é maravilhoso é quase igual o que minha mãe fazia qdo morava com ela , só que era no fogão a lenha e folha de bananeira, maravilhoso.
    Querida boa sorte com o inventário e tenha um fim de semana bem lindo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  19. Olá Laura acabei de conhecer o seu Blog e já sou sua seguidora, espero que você supere essa fase e se fortifique o mais rápido possível, para retomar essa nova jornada de tua vida, Fique bem...Harmonia e Serenidade - 1000 Beijokinhas

    ResponderExcluir
  20. Garotas,
    Muito obrigada pela visita, mas especialmente pelas palavra mágicas de apoio. É verdade, vou sair desta, afinal sou filha de uma mulher de fibra que nunca deixou-se quebrar pelas ventos fortes - ela se inclinava com eles, mas não se partia. Vou superar tudo isto. Acho que já consegui muito e devo a vocês esta vitória.
    Beijo afetuoso, Laura Lucia

    ResponderExcluir
  21. Ola,

    Cheguei aqui atraves do blog da Iliane. Fiquei muito curiosa com o teu bolo pois ja tinha escutado fakar sobre ele mas na verdade nunca fui atras para ver como era a receita. agora eu sei e fico mais feliz ainda por ser um bolo sem gluten. Aqui eu consigo comprar mandioca nas lojas de africanos e ela eh bem gostosa.Na proxima vez que ver, vou lembrar do teu bolo.
    Sinto muito pela sua mae.
    beijinhos

    ResponderExcluir
  22. ol a querida obrigada pela dica

    ResponderExcluir
  23. Oi Laura! Foi procurando uma receita de bolo de aipim que eu achei o seu blog. Vou te visitar sempre! Beijos!

    http://cor-de-lavanda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Laura, bom dia. Comprei o multiprocessador Walita de 1.000 W mas o bolo de aipim fica desestruturado. Ele vem com um ralador grosso e o outro lado mais fino um pouco. Não sei se dá para ralar e processar ao mesmo tempo. Eu fiz ralado no mais fino e depois porcessei mas não adianta não fica igual ao ralado na mão (infelizmente). Vc teria alguma dica para não ter de vender o meu processador novinho e voltar a ralar os meus dedinhos?

    ResponderExcluir

Use sua boa vontade e seja gentil.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

“Cozinhar é um ato de amor”.

Link-me


“Só não erra quem não trabalha”.

Visualizações

▲Voltar ao topo